Como reconhecer os sintomas do câncer de mama

O câncer de mama é um dos tipos mais comuns de câncer que afeta mulheres em todo o mundo e especialmente na América. Na verdade, uma em cada cinco mulheres é detectada com câncer de mama em algum momento de sua vida. Embora seja curável e tenha uma boa taxa de sucesso, depende do estágio em que é descoberto e do quanto se espalhou pelo corpo. Por isso, é importante estar ciente e reconhecer os sinais de câncer de mama. Recrutamos a maioria dos sinais do conto da doença mortal.

Grumo no peito Um dos sintomas mais comuns e reconhecíveis do câncer de mama é a área granulada ou espessa no tecido mamário ou na axila. Não é muito grande em tamanho, mas ainda pode ser sentido do lado de fora se examinado corretamente. Este caroço é bastante duro com bordas irregulares. No entanto, cada nódulo no seio pode não ser canceroso. Também pode ser algum tecido danificado ou um tumor não cancerígeno.

Dor - Outro sinal de câncer de mama é a dor nas axilas ou na mama, que é imutável com o ciclo mensal. É uma dor incessante e contínua e não vai após o seu próximo ciclo menstrual.

Vermelhidão da pele - Um sintoma importante é uma erupção cutânea ou vermelhidão da pele da mama, algo parecido com o de uma laranja e também uma erupção cutânea em torno dos mamilos.

Descarga-Você também pode observar alguma descarga do mamilo que poderia ter sangue. Pode ser claro, amarelo, vermelho ou marrom.

Mudança de tamanho Muitas mulheres também experimentam uma mudança no tamanho da mama. Um pode ser maior que o outro ou você pode até ter um mamilo invertido ou afundado.

Escala - Você também pode observar a pele ao redor do mamilo e do peeling, descamação e descamação.

Linfonodos inchados - Pode haver inchaço dos gânglios linfáticos no pescoço, bem como nas axilas.

Estes sinais e sintomas são causas prováveis de câncer de mama e nem sempre significa que você tem a doença. No entanto, é melhor ser examinado por um médico em caso de dúvida. Como uma verificação inicial, ele fará uma triagem mamográfica, que é um raio X da mama para diferenciar entre um tecido benigno e maligno, juntamente com um exame físico. Ele também pode considerar fazer um ultrassom, ressonância magnética e, caso a dúvida persista, remover uma pequena parte do tecido mamário e enviá-lo para teste (biópsia).